23/03/2017

Magisterium: O Desafio de Ferro - Holly Black e Cassandra Clare

Ganhei esse livro no meu aniversário e estou apaixonada pela saga, por mais que tenha lido só o primeiro. Por falar nisso, já encomendei os dois volumes seguintes, mas não sei qual é a da Saraiva que ainda não me entregou. Desabafos à parte, O Desafio de Ferro é o primeiro de cinco livros que compõem a saga Magisterium. Até o momento apenas três foram lançados, mas o volume 4 deve sair até outubro desse ano. É um livro muito amorzinho e me fez lembrar a minha saga favorita (cof cof harry potter cof cof), então eu não poderia deixar de trazer uma resenha bem caprichada pra vocês. 

FICHA TÉCNICA

@algunsteoremasblog - insta :)
Título: O Desafio de Ferro
Título Original: The Iron Trial
Autor(a): Cassandra Clare & Holly Black
Editora: Novo Conceito, publicado pelo selo #irado
ISBN: 978.85.8163.557-6
Gênero: Fantasia, Ficção
Ano: 2014
Nº de Páginas: 381
Sinopse: "A maioria dos garotos faria qualquer coisa para passar no Desafio de Ferro. Callum Hunt não é um deles. Ele quer falhar. Durante toda a sua vida, Call foi alertado pelo pai para ficar longe da magia. Se for aprovado no Desafio de Ferro e admitido no Magisterium, ele tem certeza de que isso só irá lhe trazer coisas ruins. Assim, ele se esforça ao máximo para fazer o seu pior... e falha em seu plano de falhar. Agora, o Magisterium espera por ele, um lugar ao mesmo tempo incrível e sinistro, com laços sombrios que unem o passado de Call e um caminho tortuoso até o seu futuro. O Desafio de Ferro é apenas o começo. A maior das provas ainda está por vir..."

O que falar dessa saga que eu mal conheço e já considero pakas? Brinks! Mas falando sério, é muito bom. Assim como Call no começo da leitura eu tive medo do que esperar do Magisterium, tendo como base tudo o que o pai dele falava. É uma leitura que me envolveu muito, eu me apeguei rápido demais aos personagens e o final me surpreendeu pra caramba. De todas as coisas que eu imaginava que poderia acontecer, que o Call poderia ser, nenhuma se compara ao que realmente ele é, ao que realmente aconteceu nas partes finais do livro. 

A história começa com o Call e o seu pai vivendo suas vidinhas normais, totalmente sem magia, pois foi assim que o pai dele decidiu viver, tendo seus próprios motivos que ao longo das páginas tu descobre quais são. Nós conhecemos os elementais, alguns colegas do ano de ferro e pedaços importantes sobre guerras entre magos que aconteceram alguns anos antes, incluindo a guerra em que Callum, ainda bebê, estava presente.  A história é narrada em terceira pessoa, por isso temos uma visão ampla de todos os fatos importantes. Quando vai para o Magisterium Call faz dois amigos: Aaron e Tamara. Eles se tornam inseparáveis e ainda com as descobertas surpreendentes que acontecem ao seu redor, eles não abandonam um ao outro.

Vemos também um novo tipo de mago, chamado de Makar, que é considerado um dos mais poderosos e o único que pode derrotar O Inimigo. O principal objetivo do Magisterium é encontrar um Makar e treiná-lo, por isso não permitem que crianças com magia vivam livremente na sociedade sem aprender a controlar seus poderes. Nos primeiros dias na escola Call continua desconfiado, com vontade de fugir ou de estragar tudo. Depois de uma conversa com o mago responsável por sua turma, podemos dizer assim, ele muda de ideia e resolve aproveitar o ano de ferro, já que no final ele poderá voltar para o seu pai, se esse for o seu desejo. Mas será que depois de fazer amigos, sentir o gosto da magia e conhecer o Magisterium, Call vai querer desistir de tudo? 
Dica: se tu gosta de Harry Potter, há grandes chances de tu adorar O Desafio de Ferro. Assim como na saga que já conhecemos e adoramos, em Magisterium nós nos vemos novamente em um ambiente de magia e feitiçaria, por mais que abordem aspectos diferentes, como os elementais que eu já mencionei. A amizade que o trio principal desenvolve também é outro ponto que me fez lembrar de Harry Potter, sem mencionar uma revelação importante do final do livro. 
Após a descoberta principal e mais assustadora de todo o livro, Call precisa tomar uma decisão rápido. Ele fica entre a cruz e a espada; se contar, corre o risco de perder os seus amigos e a sua magia; se não contar pode cometer um dos maiores erros de sua vida. Fiquei em dúvida junto com o Call, mas acredito que ele tenha tomado a decisão certa. Esse livro é uma ótima opção para quem, assim como eu, adora fantasia, ficção, histórias envolvendo magia.

Ficou grandinho, né? Mas é que quando eu começo não paro mais, sorry. As duas sequências de Magisterium devem chegar amanhã - sexta-feira, 24 - e assim que terminar de ler eu trago uma resenha nova! 

Compre o seu: Saraiva | Submarino | Americanas 

// enjoy it

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alguns Teoremas © , Todos os Direitos Reservados. DESIGN POR Sadaf F K. | Modificado por Bibi Faccio